• Cultivares de Trigo

  • TBIO SINUELO

    Características agronômicas

    Qualidade industrial

    Regiões de Valor de Cultivo e Uso (VCU)

  • Sugestões de cultivo

    - Densidade de população de plantas:

    * Para VCU 1 e VCU 2: de 300 a 330 plantas finais/m²

    * Para VCU 3 e VCU 4: de 330 a 350 plantas finais/m²

    - Indicado para todos os níveis de investimento

    - Ciclo precoce, o qual permite maior versatilidade quanto à época de semeadura. Exemplo: antecipação da semeadura da soja, pós-safrinha

    - Ter Oídio como doença alvo

  • TBIO AUDAZ

    Características agronômicas

    Qualidade industrial

    Regiões de Valor de Cultivo e Uso (VCU)

  • Sugestões de cultivo

    - Densidade de população de plantas:
    - Para VCU 2: 300 a 330 plantas finais/m2.
    - Para VCU 3: 330 a 350 plantas finais/m2.
    - Indicado para áreas de médio a alto investimento e fertilidade;
    - Evite misturas de vários produtos químicos. TBIO Audaz é mais sensível que outras cultivares e pode apresentar sintomas de fitotoxicidade. Em todos os casos observados sempre se recuperou plenamente;
    - Ter Oídio como doença alvo;
    - Assim como TBIO Toruk, o TBIO Audaz exige mais nitrogênio, mas é altamente responsivo as aplicações deste nutriente.

  • Reação a doenças

  • TBIO NOBLE

    Características agronômicas

    Características agronômicas

    Qualidade industrial

  • Sugestões de cultivo

    - Densidade de população de plantas:
    - Para VCU 1 e VCU 2: de 300 a 330 plantas finais/m²
    - Para VCU 3 e VCU 4: de 330 a 350 plantas finais/m²
    - Para áreas de alta fertilidade, considerar uso de regulador de crescimento.
    - Tratar sementes com inseticida sistêmico para controle de pulgões e fungicidas para controle de oídio.
    - Ter oídio e giberela como doenças alvo.
    - Germinação na espiga equivalente a Marfim.
    - Manejo de N em pré-espigamento: boa resposta em produtividade e qualidade industrial.

  • Reação a doenças

  • TBIO DUQUE

    Características agronômicas

    Qualidade industrial

  • Reação a doenças

  • Destaques

    - Nova geração de trigo branqueador, filho de TBIO Toruk

    - Pelas características de sua qualidade industrial, oferece uma excelente liquidez comercial

    - TBIO Duque chega para suprir a demanda de trigos com farinha branqueadora, trazendo um pacote agronômico inédito no mercado para este segmento

    - Alto potencial de rendimento, superior aos seus principais concorrentes

    - Ciclo precoce, similar ao TBIO Audaz

    - Alto nível de resistência. Nas folhas: apresenta excelente reação ao complexo de manchas, ferrugem e bacteriose. Na espiga: mantém o ótimo nível de segurança das cultivares TBIO, destacando-se ao enfrentar condições favoráveis à Brusone, Giberela e germinação na espiga.

  • TBIO ASTRO

    Características agronômicas

    Qualidade industrial

  • Regiões de Valor de Cultivo e Uso (VCU)

  • Sugestões de cultivo

    - Densidade de população de plantas:
    *Para VCU 1 e VCU 2: 300 a 330 plantas finais/m²

    *Para VCU 3: 330 a 350 plantas finais/m²

    - Indicado para áreas de médio a alto investimento

    - Ter Oídio como doença-alvo

    - Assim como TBIO Toruk, TBIO Astro é altamente responsivo ao manejo de N em cobertura

    - É responsivo ao uso de alta tecnologia, fertilidade e manejo

  • Reação a doenças

  • Destaques

    - TBIO Astro é a cultivar de ciclo superprecoce com maior teto produtivo do portfólio (similar a TBIO Audaz)

    - Melhor tipo de planta e entre os TBIO's, apresenta excelente nível de resistência ao acamamento

    - Excelente sanidade de folha, com ótimo nível de resistência ao completo de Manchas Foliares, Bacteriose e Mosaico do Trigo. Destaque para a elevada resistência à Brusone na espiga e Giberela

    - Destaque para a estabilidade de PH (ainda maior que TBIO Iguaçu)

    - Excelente nível de resistência à germinação em pré-colheita

    - Ampla adaptação, tendo destaque em todas as regiões tritícolas

    - Atende a demanda exigida pela indústria de panificação com alta força de glúten, elevando o W médio das mesclas nos silos

Todos os Posts
×